Adicionem o novo domínio do blog aos seus favoritos! www.crashcomputer.com.br

Postagens com a tag ‘HD’

   quinta-feira, 1 de setembro de 2005

Depois de 5 capotes do HD…



PéssimoRuimMédioBomExcelente Nenhuma avaliação... seja o primeiro!

… Eis que me rendo a algo que não queria: NTFS.

Explico:

Descobri o problema dos faniquitos do HD de 160Gb… adivinha??? O nome do problema é…………………………………………………………… FAT32!

Aliado a isto, em FAT32 o tamanho máximo de uma arquivo é de 4Gb. Imagina editando um video com o Adobe Premiere ou mesmo no VirtualDub o que acontece com o tamanho do arquivo de video.

E mais, Windows 2000 só garante a formatação (e funcionamento) em FAT32 até 32Gb… acima disso, é uma bomba relógio, o Windows reconheçe mas esta sujeito a fazer cacas. E tem outro problema, tente gravar um arquivo de 5Gb em FAT32 no Win2K e seje agraciado com um pau na FAT e tabela de partição, ao menos pelo que pude analisar é o que aconteceu aqui.

Estava digitalizando uma fita de VHS, porem para editar o arquivo resolvi salvar o video sem compressão, arquivo de uns 5Gb. Quando o arquivo chegou por volta do s 4.4Gb. Cabum…. o explorer travou que só reiniciando. Quando voltei, cade a partição? Sumiu!

Saco… lá vou eu me curvar ao NTFS.

Pergunta, foi se existe algum drive, gambi ou seja lá o que for para DOS para ter acesso a uma partição NTFS? Ou mesmo um DOS gambiarrado que suporte NTFS seria bem vindo.

Pior… existe! Chama-se NTFS-DOS, permite montar partições NTFS em um boot FAT32 sem maiores problemas, e monta em uma unidade lógica, de modo que os programas nem desconfiam que estão rodando em NTFS. Lógico que se algum programa engraçadinho for fazer acesso direto ao disco não vai funcionar.

Minha idéia foi a seguinte, o windows que esta no HD de 40Gb eu deixei em FAT mesmo funciona muito bem até hoje e não vou mexer, porem o drive de 160Gb eu converti para NTFS, porem não posso ficar sem acesso a estes arquivos via DOS, pois aqui tenho dual boot, porque eu preciso realmente de DOS de verdade na maquina, tem uma cacetada de softwares para programação de radios motorola e vertex aqui que EXIGEM DOS de verdade, não adianta tentar enganar que não vai nem com reza.

Logo, do ponto de vista “externo” ficou tudo como estava, C:\ e D:\ continuam em FAT32, forcei o mscdex a carregar os drives de CD uma letra acima, justamente para sobrar o E:\ que era originalmente da partição de 160Gb, e mandei o NTFS-DOS montar a partição NTFS em E:\

Uns ajeitos aqui e acola jogando devices drives e tralhas residentes para a memória alta, já que o NTFS-DOS come um pouco da memória convencional, voilá! Tudo funciona.

Até agora já mandei bala com uns arquivos monstros de 8Gb e não reclamou mais e não tive que recuperar arquivos na unha, coisa que fiz só 5 vezes e menos de 20 dias.

Bem… ao menos isso serviu pra uma coisa eheheh estou virando um expert em usar o GetDataBack.

Ah… anda estou peneirando arquivos bons e ruins no meio do que recupeirei, afinal, vou ter que testar tudo, um por um já que depois de 5 recuperações, quem garante que os arquivos estão bons?

[ Ouvindo: La Union – Lobo Hombre en Paris (Live) ]


   terça-feira, 9 de agosto de 2005

Bilhete vermelho.



PéssimoRuimMédioBomExcelente Nenhuma avaliação... seja o primeiro!

É… se eu já não tinha simpatia pela Seagate, agora ela ganhou um critico ferrenho!

O Barracuda de 160Gb resolveu dar um passeio pelo telhado no domingo e ferrou com meus arquivo de novo! Sorte que eu ainda tinha copia de tudo no HD de 40Gb, e o dano foi minimo, uns arquivinhos que eu tinha baixado por ai e umas musicas que eu posso baixar de novo.

Passei na loja e dei a “boa” noticia ao meu amigo Alex. Ele me emprestou um Sansung “SpinPoint” de 80Gb para que eu copie meus arquivos do Barracuda, e leve o Seagate para ele trocar. Desta vez os Sansung de 160Gb voltaram a aparecer e ele disse que troca o Seagate por um Sansung.

Nunca fui fã de Seagate, desde a época do “panelões” de 10Mb usados no XT.

Já vai tarde Seagate… Que saudades da Quantum! De todos os HD’s que eu tive os melhores e que nunca me encheram o saco foram os Quantum, tenho Quantum de tudo quanto é tamanho (640Mb, 840Mb, 5.1Gb, 6.4Gb, 10Gb, 40Gb) aqui e eles ainda funcionam perfeitamente.

[ Ouvindo: Konami Kukeiha Club – Salamander Level x2 – Msx.mp3 ]


   domingo, 31 de julho de 2005

Achados e Perdidos.



PéssimoRuimMédioBomExcelente Nenhuma avaliação... seja o primeiro!

Não estranhem o sux-o-meter em 5000% ops.. ele só marca até 1000, mas leia-se como 5000. Ele tem o seu motivo.

Na quinta-feira a noite, o Seagate Barracuda de 160Gb, por um motivo inexplicavel perdeu a tabela de partições, fat e mais alguma coisa.

Como a coisa aconteceu. Eu estava ripando um DVD, DVD Decryper, para ter os VOB no HD e ripar em Dvix com mais calma e sem detonaro drive de DVD. Quando que em uns 60% da copia o programa travou. Mandei um control+alt+del e matei o programa.

Nisso vou abrir o windows explorer para apagar o rip bichado para recomecar o rip. Ao abrir o windows explorer, travou tudo, geral. A unica solução foi reset.

Ao voltar, como de praxe, scandisk, ele achou um cluster perdido, perguntou se eu queria salvar ou descartar o conteudo, mandei salvar, beleza. Ao abrir o windows, noto que dois programas que ficam na unidade E: não carregaram o icone. Abro o explorer e só vejo as unidades C:, D: sendo que a D: é a partição primaria do HD de 160Gb, e a E: sumiu, que é a partição extendida.

Encerro o windows, entro no BIOS, confiro se o HD esta detectado corretamente, tudo OK, checo cabos, tudo perfeito. Reinicio entro no Windows e mesma coisa. Acende a luz “Panic” na minha cabeça. Resolvo entrar pelo MS-DOS, reboot e mesma coisa.

Começa uma sessão de procura programas para recuperar HD crashado, tento tudo o que tem no Hiren’s boot CD. Em particular, o Norton Disk Doctor diz que há erros no HD (óbvio!) e também erros na tabela de partições. Amarelo e não tenho coragem de mandar o norton corrigor, já vi esse programa fazer muita cagada.

Resolvo ir testando os outros software, e o Active@ Partition Recover diz que a partição é “Não alocada”! Socorro!

Nisso brigo até de manhã, quando jogo a toalha e vou dormir. Reinicio as tentativas de recuperação na sexta a tarde todas infrutiferas, todos os programas que tento só conseguem ler lixo do HD, nada aproveitavel, uma sopa de bytes sem sentido.

Até que por volta das 8:00 da noite me dou por vencido e tomo a mais drastica das medidas… limpar as partições, remover tudo e recomeçar do zero. Nisso já arrancando os cabelos por ter perdido mais de 60Gb de arquivos e coisas com mais de 5 anos, coisas que nunca mais irei encontrar.

Faço FDISK, limpo tudo, recrio tudo. Formato tudo e começo a recuperar algunas poucas coisas que eu tinha backup em CD e em outro HD (o do notebook)

No sabado a tarde, lendo uma das listas de discussãolistas de discussão que assino e que pedi um help a respeito, uma pessoa que posso considerar mais do que AMIGO, (valeu Toninho!!!) me diz para usar um softare que chama-se “GetDataBack” e que pode ser usado mesmo que o HD tenha sido formatado, que ele faz procura dos arquivos no nivel mais baixo possivel, diretamente nos setores tendo a opção de ignorar a fat, tabela de partições e tudo mais.

Meio que sem esperança de encontrar alguma coisa, mas mais naquela base do “ver no que vai dar” resolvo pegar o programa e deixar que ele procure dados no HD.

Depois de cerca de 1 hora varrendo o disco setor a setor, ele me gera uma lista com diretórios encontrados e dentro deles MEUS ARQUIVOS!!!

Imediatamente começo a recuperação salvando o que pude no HD de 40Gb, que por sinal lotou e tive que fazer uma manobra pra recuperar 13Gb restantes que não couberam.

Os pontos positivos desta pequena joia chamada GetDataBack:

– Trabalha em cima do windows, logo interface gráfica boilinha (mas funcional)
– Por tabalhar em cima do windows suporte completo a Long File Name em fat 32.
– Por trabalhar em FAT32, não zoneia o nome de seus arquivos.
– Extremamente rápido para recuperar os arquivos.
– Permite que você faça “preview” do arquivo dentro do programa de recuperação mesmo, com um simples duplo-clique ele abre o arquivo no programa associado para aquele tipo de arquivo.
– Permite recuperar arquivos “deletados”.

Depois de umas 3 horas pescando arquivos e salvando, consegui recuperar uns 70% do que eu havia perdido, o que esta MUITO, mas MMMUUUIIIITTTOOOO bom para quem tinha perdido tudo.

A unica coisa chata que os diretórios que eu tinha a maior prioridade de encontrar e salvar, não encontrei, pelo motivo de que eles eram muito antigos e com certeza estavam bem no começo do HD, e como eu já tinha gravado coisas no disco, foram pro limbo.

O programa é BOM, vale a pena!

Isso tudo serviu de lição:

Lei de Murphy: Seu backup nunca estara tão atualizado o quanto você precisa, quando seu HD pifar.

Lei da preguiça: Faça backup, principalmente que hoje em dia CD-R ou mesmo DVD-R custa MERRECA, não importa que eles não sejam 100% confiaveis, mas o são desde que você faça novas copias em intervalos regulares.

“O primeiro capote de HD, a gente nunca esqueçe!” 8|(



   quinta-feira, 14 de julho de 2005

Surra!



PéssimoRuimMédioBomExcelente Nenhuma avaliação... seja o primeiro!

É… o “upgrade” do HD foi adiado! Já estou com um HD de 160Gb instalado aqui, acabei comprando um Seagate Barracuda, já que o Sansung de 160Gb sumiu da praça e como o Seagate tava com um preço muito bom, embarquei, ainda mais que vai ser pago em suaves prestações!

Agora o motivo da surra. O HD já veio formatado (sei o motivo de ter vindo, nada demais) mas tudo seria mais facil se não tivesse vindo com NTFS! ARGH! Gastei quase uma hora pra particionar e formatar. Espero não ter que fazer isso nunca mais, já que ele sera usado somente para armazenamento.

Fiz duas partições, uma de 10Gb que sera usada pra arquivos temporarios, inclusive o arquivo de swap do win2000 e armazenamento temporario de imagenes de CD/DVD durante copias.

A partição de “mass storage” ficou com o resto, que formatado e com o valor correto descontando a palhaçada que os fabricantes fazem com a medida dos Gb, foi 139Gb

Tudo beleza, faço a copia dos meus arquivos do HD de 40Gb para a partição maior. Perfeito.

removo as partições do HD de 40Gb (eram uma de 1Gb e outra com o restante), e pego o Drive Image 2002 para fazer a copia do conteudo do HD de sistema de 6.4Gb para o de 40 que agora ficara praticamente exclusivo para o sistema operacional (isso até faltar espaço no de 160Gb ehehe).

Faço a copia, vou tentar bootar, windows zoneado. Não carrega. SACO. Limpo a partição e resolvo alem de realocar o espaço (com um genérico do fdisk) faço a formatação lógica. Tome mais 30 minutos pra isso.

Faço novamente a copia e PAU! Droga… Nisso num estalo desconfio do programa, resolvo usar o velho Drive Image 4. E tome mais 1:30 (ele é beeemmm mais lerdo que o 2002) pra copiar a partição do HD de 6.4Gb para o de 40Gb e redimensionar a partição de destino de 6.4 para 40Gb. Aleuluia!!!

FUNCIONOU! Isso já era +/- 6:00 da manhã e eu já me conformando e criando coragem pra reinstalar e configurar toda a tralha. Pouquinha coisa, quase 5Gb programas (lembre-se que o armazenamento é na outra unidade)

Agora preciso capitalizar para o gravador de DVD!

[ Ouvindo: Imagination – Just An Ilusion ]


   quarta-feira, 13 de julho de 2005

Ufa!



PéssimoRuimMédioBomExcelente Nenhuma avaliação... seja o primeiro!

Agora deu certo o RIP do Johnny English! E de quebra dois downloads que estava encalhadérrimos no eMule resolveram terminar!

Uau! Vai dar pra limpar só nessa brincadeira, quase 4Gb no meu espremido HD de 40Gb (slave), que por sinal daqui a uns dias sera promivodo a HD master, o de 6.4Gb aposentado e um de 160Gb ira assumir o lugar de slave!



   terça-feira, 13 de janeiro de 2004

Muita meleca pra uma pessoa só.



PéssimoRuimMédioBomExcelente Nenhuma avaliação... seja o primeiro!

Não da pra acreditar como certas coisas acontecem com o windows, estava eu calmamente navegando pelo Mercado Livre, quando o computador deu uma daquelas travadas, de nem mexer o ponteiro do mouse. Até ai tudo bem, acontece, basta meter o dedo no botão de reset e tudo volta ao normal.

Ao menos era pra acontecer isso, só que o windows cismou que o registro estava corrompido. Beleza, tem ao menos umas 5 cópias de segurança do arquivo de registro. Mandei restaurar uma delas. Legal, bootou normal, porem o windows cismou de entrar em modo de compatibilidade, porque havia um conflito de irq (que apareceu não sei de onde) da placa de vídeo com o canal secundário da IDE (onde estão o gravador de CD e o CD-ROM)

Ótimo, pensei, basta acertar as irq’s de modo que não se atropelem e voilá. Hehehe… vai nessa, o pior ainda estava por vir, acertei o conflito da ide, porém a placa de vídeo entrou em conflito agora com a placa de som. Vamos lá, mais uma ajeitada daqui, empurra dali, e pronto para o novo reset para as configurações fazerem efeito.

Começa o boot, no meio da carga, BUM! “Sistema paralisado, você precisa reiniciar o seu computador”. Dedão no reset novamente. Pluft! Insira o disco de boot e tecle algo.

Pronto, a merda feita, não sei o que aconteceu mas a fat do HD foi pro espaço. Só pra encurtar a historia, catei o cd com o kurumin bootei salvei o que dei pra salvar, catei o HD, liguei em outro pc com windows 98, fiz um scandisk, mandei converter os clusters perdidos e salvei mais um tanto de coisa.

Segunda parte do problema, reinstalar tudo. Tudo instalado, apenas faltando alguns drivers. Cato o CD onde estavam gravados esses drivers, coloco no drive, e nada. Resumindo, CD bichado e drivers perdidos. Fiquei somente sábado e domingo revirando o google de cabo a rabo para encontrar tudo de novo. Ou quase… Ficou faltando um drive do meu CD-ROM Infra da Creative que não achei nem com reza brava. Solução, acabei comprando um modelo mais novo, usado é claro, infra, aqui na cidade por R$10,00.

Agora pra não acontecer tudo isso de novo, já tratei de fazer uma imagem do HD e vou gravar em dois CD’s decentes e pegar todos os drivers e gravar em um CD decente também.

Regra, não confie em CD’s que custem menos de R$2,00. Na hora “H” ele falha.

[ Ouvindo: Viola Wills – Gonna Get Along Without Your Love (12″ Mix) ]


  Melhor visualizado a
1024 x 768 True color
Proudly powered by WordPress. Theme developed with WordPress Theme Generator.
E altamente gambiarrado por mim mesmo :)
Copyright © 2010 by Crash Computer. All rights reserved.
Switch to mobile version